.

NOTÍCIAS

Bolsonaro afirma que aumentaria valor de auxilio se Parlamentares abdicassem dos salários

Publicado

em

5de2a783e2eddb11642327b905bbbd54

Nesta terça-feira (9), o presidente Jair Bolsonaro informou que estenderia o Auxilio Emergencial em mais duas parcelas mensais de R$ 300. No entanto, em uma breve conversa Bolsonaro afirmou que estaria disposto a aumentar o valor estabelecido na lei, se parte desse dinheiro fosse compensado com a diminuição do salario dos próprios parlamentares .

O presidente disse enquanto saia do Palácio da Alvorada: “A ideia da equipe econômica são mais duas parcelas, talvez de R$ 300, sei que tem parlamentar que quer mais duas de R$ 600. Se tivermos um programa para diminuir salários de parlamentares, tudo bem, eu pago até R$ 1 mil por mês, não tem problema nenhum”

Bolsonaro disse aos jornalistas que seria necessário dizer “de onde vem o recurso” para que assim as novas parcelas possam ter valores mais altos. “Não podemos nos endividar. Se os governadores resolveram mudar os protocolos, ajuda a recuperar a economia e agora não podemos deixar esse pessoal sem emprego e sem auxílio emergencial. E auxílio emergencial tem limite.”

O ministro da Economia Paulo Guedes declarou durante uma reunião ministerial, que essa extensão do auxilio para os meses de Julho e Agosto será medida importante para a retomada das atividades econômicas. Marcando assim o período em que haverá um retorno gradual e seguro ao trabalho seguindo todos os protocolos de saúde.

“O primeiro passo, vamos lançar essa camada de proteção, com a extensão do auxílio emergencial por dois meses, enquanto isso organiza-se a volta, o retorno seguro ao trabalho, dentro dos bons protocolos”, disse ele.

Destaque

Tecno Notícias