.

NOTÍCIAS

Wilson Witzel é acusado de obstrução de provas pelo deputado Otoni de Paula

Publicado

em

wilson-witzel

O governa dor do Rio de Janeiro Wilson Witzel foi mais uma vez alvo de graves acusações feitas, agora feitas pelo deputado Otoni de Paula. O governador já foi um dos alvo da “Operação Placebo” nesta terça-feira passada (26). Operação essa que consiste em investigar irregularidades na aplicação dos recursos destinados ao estado de emergência de saúde pública decorrente do novo coronavírus.

Instalação de caixas d’água, orçamentos fraudados para serviços responsável pela montagem e desmontagem de tendas, geradores de energia e piso para a construção dos hospitais de campanha com o conhecimento do ex-secretario de Saúde do Rio Edmar Santos, essas foram algumas das provas que foram encontradas, diz a PGR.

Desta vez as acusações feitas pelo deputado giram em torno da demissão do Secretario da Policia Civil, delegado Marcos Viana, e do suposto verdadeiro motivo de sua saída do cargo. Otoni acusa Witzel portanto, de ter obstruído nas investigações para tentar encobrir as provas que surgiram contra ele, e que levaram a prisão do empresário Mario Peixoto, amigo do Governador. Tentando assim, nas palavras do deputado “assumir o controle da policia que ele comandava”, se referindo a Marcos Viana.

O Governador teria pressionado o agora ex-secretario para que ele não entregasse as provas descobertas contra Mario Peixoto para o Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, o mesmo não teria tido sucesso, já que as provas foram encaminhadas de toda a forma.

Veja abaixo na integra a declaração do deputado Otoni de Paula:

”O governador Wilson Witzel passou de todos os limites e está obstruindo a justiça! O site agenda do poder publicou a verdadeira razão do pedido de demissão do secretário da Polícia Civil, delegado Marcus Vinicius. Witzel não queria que as provas contra ele, que surgiram no processo que levou à prisão do seu grande amigo o empresário Mário Peixoto, fossem enviadas ao Superior Tribunal de Justiça. Witzel queria, pasmem vocês, controle sobre os policiais que ele comandava. Isso é uma atitude grave de obstrução de justiça, esse homem, solto, vai destruir provas e continuar obstruindo a justiça!”

 

Destaque

Tecno Notícias