.

NOTÍCIAS

Weintraub prefere silêncio em seu depoimento para a PF

Publicado

em

Weintraub-prefere-silêncio-em-seu-depoimento-para-a-PF

Abraham Weintraub, atual ministro da Educação, não se pronunciou no instante em que concedia suas falas em depoimento à PF, nessa sexta (29). A Polícia Federal foi colher a sua manifestação por um decreto de Alexandre de Moraes, que é o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), em razão do inquérito que trata da propagação de fake news (notícias falsas). Em seu depoimento, o ministro da Educação precisaria comentar falas que foram pronunciadas na reunião ministerial do dia 22 de abril, a mesma que teve o seu vídeo divulgado.

A reunião que está sendo bastante comentada não foi a publico por conta do atual inquérito sobre as notícias falsas, antes, em razão da investigação de Celso de Melo sobre uma suposta interferência de Jair Bolsonaro, o presidente da República, na Polícia Federal. Após trazer o vídeo para o público, Celso de Mello afirmou que existe perceptível “prática criminosa” na ação do ministro, “num discurso contumelioso e aparentemente ofensivo ao patrimônio moral” ao se tratar dos ministros da Corte. “Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”, afirmou Weintraub em um pedaço do vídeo que teve o seu sigilo quebrado.

Depois do compartilhamento da gravação, Weintraub recorreu ao seu perfil do Twitter para afirmar que as suas falas foram deturpadas. Segundo ele, a motivação para que tenham feito isso seria com o objetivo de tornar o Brasil instável. Ele segue, dessa vez, dizendo que não teve como finalidade agredir a ninguém, mas que explicitou o seu não-contentamento. “Tentam deturpar minha fala para desestabilizar a Nação. Não ataquei leis, instituições ou a honra de seus ocupantes. Manifestei minha indignação, liberdade democrática, em ambiente fechado, sobre indivíduos. Alguns, não todos, são responsáveis pelo nosso sofrimento, nós cidadãos”, disse ele.

Por fim, nota-se que o ministro afirma não ter generalizado em seu fala, mas de ter exposto a sua indignação com alguns daqueles que o mesmo considera responsáveis pelo sofrimento dos brasileiros.

Destaque

Tecno Notícias