.

NOTÍCIAS

Ministro da Saúde, Nelson Teich, pede saída do cargo

Publicado

em

Ministro-da-Saúde-Nelson-Teich-pede-saída-do-cargo

Nelson Teich, do Ministério da Saúde, saiu da equipe do presidente Jair Messias Bolsonaro ainda nessa sexta (15/05), saída essa que surge antes do mesmo fazer 30 dias na liderança do Ministério. Por meio de uma declaração, foi revelado que Teich resolvou se demitir e que tratará mais profundamente a respeito do assunto em uma coletiva para a mídia que ocorrerá nessa tarde.

O ministro assumiu a pasta no dia 17 do mês passado. A sua chegada no Ministério da Saúde surgiu após a conturbada demissão de Luiz Henrique Mandetta, por conta de divergências entre esse e o pensar de Bolsonaro a respeito das medidas para a situação de surto do COVID-19.

Vale lembrar que nessa quinta, Bolsonaro afirmou que Teich teria de alterar, por meio de uma exigência feita por ele mesmo, o protocolo do Ministério a respeito da cloroquina. Para quem está por fora, esse é um medicamento que vem insistindo em afirmar como uma medida para o combate ao coronavírus em pacientes.

“Estou exigindo a questão da cloroquina agora também. Se o Conselho Federal de Medicina decidiu que pode usar cloroquina desde os primeiros sintomas, por que o governo federal via ministro da Saúde vai dizer que é só em caso grave?”, perguntou Bolsonaro, por meio de uma reunião em videoconferência. “Eu sou comandante, presidente da República, para decidir, para chegar para qualquer ministro e falar o que está acontecendo. E a regra é essa, o norte é esse”, completou.

A posição de “em cima do muro” do Ministério de Teich, qual não foi totalmente favorável ao uso da cloroquina, por falta de provas cientificamente válidas que comprovem a eficácia de seu uso. Apesar de não proibir o uso do medicamento, deixando a cargo dos médicos a receita do mesmo, essa posição não foi o suficiente para a permanência de Teich à frente da pasta.

Publicidade

Destaque

Tecno Notícias