.

TECNOLOGIA

NASA adquire nova vaga na Estação Espacial Internacional

Publicado

em

NASA-adquire-nova-vaga-na-Estação-Espacial-Internacional.png

Para o final desse mês de maio, a SpaceX já tem programado o voo pioneiro dos astronautas na Crew Dragon, nave com o intuito de realizar um pouso suave. Porém isso não foi suficiente para impedir que a Nasa pagasse US$ 90,25 milhões para ter um espaço na Soyuz, nave da Rússia. Essa iniciativa denuncia, de certa forma, uma precaução por parte da NASA. Já que se houver algum desentendimento grave o suficiente para comprometer a sua relação com a SpaceX ou mesmo acontecer algum problema com a nave da empresa que Elon Musk é diretor executivo, já há um suporte na iniciativa russa.

A divulgação foi realizada pela NASA, nessa terça (12/05), fechando com a Roscosmos. Além disso, vale informar que a Soyuz está prevista para ser lançada ainda esse ano. Assim, na metade do mês de outubro, portanto consideravelmente próxima de ser lançada. Quanto a isso a NASA dá a sua palavra de que manterá firme o seu acordo com atividades seguras através da estada frequente dos Estados Unidos na Estação Espacial Internacional, dessa forma até que as naves dotadas de passageiros sejam uma realidade menos distante.

Houve a necessidade de criar um novo acordo, já que o anterior havia sido “gasto” com a ida de Chris Cassidy para a Estação, com previsão de retorno para solo terrestre no final de 2019. É necessário apontar que a Crew Dragon e o seu desempenho terá total influência no futuro das negociações da NASA em vista da nave russa. Já que em um cenário desfavorável à SpaceX, pode haver, de acordo com Josh Finch, que fala pela agência norte-americana, a necessidade da reserva de outros espaços na Roscosmos.

Por fim, vale apontar que o atual trato com a russa prevê, além do espaço na nave, diversos treinamentos anteriores ao lançamento e após ele.

Publicidade

Destaque

Tecno Notícias