.

ECONOMIA

Benefício Emergencial: os trabalhadores que tem carteira assinada vão receber a ajuda

Publicado

em

Benefício-Emergencial-os-trabalhadores-que-tem-carteira-assinada-vão-receber-a-ajuda-.png

Na segunda-feira (4), o governo federal iniciou a pagar o Benefício Emergencial (BEm) para os trabalhadores com carteira assinada que foram prejudicados pela crise causada pelo coronavírus.

Portanto, o dinheiro que está sendo depositado para os trabalhadores intermitentes, assim, sem a jornada ou salários fixos e para quem fez acordo para diminuir os salários ou suspensão do contrato de trabalho pelo período de 30 dias.

O (BEm) é um auxílio do governo para ajudar na renda daqueles que trabalham com carteira assinada.

Assim, esse benefício é diferente do auxílio emergencial pago aos desempregados, autônomos, informais, e microempreendedores de baixa renda.

Empregados intermitentes com carteira assinada até o dia 1º de abril têm direito de receber três parcelas de R$600, assim, a primeira delas deverá ser disponível nesta segunda-feira (4), no aplicativo Caixa Tem.

Portanto, para os trabalhadores que escolheram o acordo para diminuir temporariamente a jornada e salário ou suspensão temporária do contrato de trabalho, o valor muda entre R$ 261,25 e R$ 1.813,03 por mês, por até três meses.

Assim, a primeira parcela deverá ser depositada 30 dias depois da comunicação do acordo pelo empregador ao Ministério da Economia.

No entanto, é necessário avisar, no máximo, dez dias após a assinatura do acordo. A empresa deve pedir pelo BEm aos seus empregados por meio do portal Empregador Web.

Assim, aqueles que tem empregado doméstico também é muito necessário pedir o benefício, mas o procedimento é feito pelo portal de serviços do Ministério da Economia.

Dessa maneira, o pagamento para o empregado é automático, feito pela Caixa Econômica Federal. São três parcelas de R$600, previstas para as próximas datas:

Continuando

  • 1ª parcela: 4 de maio
  • 2ª parcela: 1º de junho
  • 3ª parcela: 29 de junho

No entanto, os empregados com conta poupança na Caixa devem ganhar nela. Os outros, bancos abriram uma poupança social digital, que deverá ser acessada e movimentada pelo aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS). Assim, o sistema pede o CPF e um número de celular para fazer a verificação da identidade.

 

Destaque

Tecno Notícias